Por Samir Scout – 07/2015

 

Imagine uma cidade com 12mm de habitantes, agora imagine quanto deve consumir em frutas uma população desse tamanho, imaginou?

 

O Circuito das Frutas foi criado com o intuito de estimular o desenvolvimento regional para a permanência do homem no campo, por meio do Turismo Rural. Para os produtores, é uma oportunidade de diversificar sua fonte de renda e agregar valor aos seus produtos. E para quem visita é o momento de vivenciar novas experiências no meio rural.

 

As cidades que compõem esse circuito são Jundiaí, Louveira e Vinhedo, tendo de um lado, Atibaia, Jarinu, Itatiba e Morungaba e do outro, Itupeva e Indaiatuba. 

 

É um tipo diferente de turismo que coloca o participante em contato com o produtor, tudo isso recheado de muito conteúdo sobre a cultura produzida, é um programa que se pode aproveitar o ano todo, uma vez que a cada época terá uma cultura de frutas diferente, uma ótima oportunidade para levar a família.

 

Desbrave o interior paulista e aproveite as delícias desse roteiro. 

 

 

Slide1

 

 

Blog Gastronômico por Samir Scout – 06/2015

Essa é para os amantes do Garfo de Balcão, sim você que não está nem ai para o atendimento personalizado do garçom, que não liga para a etiqueta dos cotovelos sobre a mesa e principalmente para você que não tem a menor paciência para burocracia da mesa.

 

 

 

Vi muitas vezes a Folha de São Paulo (do qual sou assinante há anos), falar sobre o Restaurante ITA (R. do Boticário, 31, São Paulo – Centro), uma crítica sempre positiva ao seu balcão, pratos e sobremesas simples do PF (Prato Feito). Vi em sua parede várias menções da Veja e Folha, para atestarem sua soberania na culinária “balconesca”.

Legal, nenhum demérito do ITA que aliás tem um serviço muito atencioso, o que poucos paulistanos sabem é da existência de um senhor restaurante de Balcão, pasmem vocês fica dentro de um simpático supermercado de Bairro, não tem as estrelas Michelin, nenhuma menção de jornais e revistas de sucesso, em minha opinião é isso que o torna extraordinário, em sabor, custo e tradição.

A média de idade dos clientes é de, a olho nú 45 anos, sim isso mesmo, o que confirma minha teoria que um restaurante frequentado por pessoas nessa idade é impecável em qualidade. Ao meu lado estava uma senhora de 81 anos que me disse “Venho aqui há 30 anos”, orgulhosamente respondi “Eu também”.

Não espere o glamour das placas douradas dos jornais em sua parede, recomendo que vá em 3 pessoas e veja a comida sobrar, não se acanhe em pedir para embrulhar a sobra, para levá-la pra casa ou ajudar o próximo menos favorecido.

Vá e tire suas próprias conclusões. Rua Domingos de Morais, 1999 entre no supermercado e na lateral direita suba as escadas e pronto.

As vantagens desse em relação ao “Folhoso” e “Vejoso” ITA é um ambiente muito agradável para levar crianças e idosos, há um bom estacionamento gratuito, mas deixa a desejar frente ao seu concorrente de balcão em não ofertar refrigerantes KS que o coroariam como Imperador absoluto da gastronomia de Balcão.