Blog

Por Samir Scout – 11/2015

São Paulo é uma cidade estranha, uma rua das palmeiras que TEM palmeiras, uma rua direita que FICA À DIREITA de quem vai à catedral, possui um Viaduto do Chá homenageando o chá, que foi a bebida mais consumida até a chegada do café.

O que eu não entendo, é uma estação de metrô Paulista na Consolação, e um metrô Consolação na Paulista, mas o que dizer em uma cidade de tantas divergências, insurgências e convergências?

A cidade possui muitos mirantes, e o novo local onde se pode visitar do alto é o novo tour ao Edifício Matarazzo, as visitas monitoradas acontecem de segunda a sexta-feira, às 15h, 17h e 19h, exceto feriado.

Os interessados em fazer o tour pelo prédio da Prefeitura devem fazer o agendamento prévio pelo e-mail visitaedificiomatarazzo@spturis.com até às 14h do dia anterior.

2015-11-10 19.39.20

As visitas tem duração prevista de uma hora e são acompanhadas por um funcionário da SPTuris, que conta histórias e curiosidades sobre o edifício.

Entre as curiosidades, aprenda o que significa os 3 Ms no balcão do edifício (e não fazem referência a Mussolini ou ao seu arquiteto, como muitos acreditam), bem como os significados dos símbolos no prédio.

2015-11-10 18.52.03 2015-11-10 18.52.10

Seja surpreendido por um lindo jardim suspenso com mais de 300 espécies e um lago com carpas. Leve sua família, amigos e estudantes, uma aula de história e beleza natural no coração da capital paulista.

2015-11-10 19.53.44

Para completar a lista de coisas estranhas nessa capital tão contraditória, um largo de carpas suspenso em meio a uma floresta, justo em cima do edifício criado para reunir Indústrias. Contradições que só São Paulo pode ofertar.

Sou paulista e desde que me entendo por gente escutei a famosa rivalidade entre Paulistas x Cariocas. Nunca entendi muito bem o por quê, mas cresci nessa onda de que o carioca isso, o carioca aquilo, assim como a cidade do Rio de Janeiro isso e aquilo. Tão grande foi a onda, que quando me dei conta já estava na mesma maré.

E eis o que é o destino, pois acabei por morar na cidade carioca a trabalho. Confesso que fui  para o Rio de Janeiro com o pé atrás, porém, para minha surpresa, descobri que os cariocas crescem na mesma onda que os paulistas, só que inversa. No começo o meu orgulho por São Paulo (afinal sou paulista) era devido a sermos a referência de desenvolvimento de nossa nação, afinal os paulistas são a locomotiva que move o país, contudo, do outro lado ouvia: tá, mas e daí? Vive pra trabalhar ou trabalha pra viver?

Pensei e pensei e a frase parecia antagônica, afinal os meus chefes mais rigorosos e workaholics sempre foram cariocas, pasmem. E nessa convivência “flumipaulinense” sempre ouvia: ae paulixta, me cita um lugarrr em Sampa como isso aqui? Poxa, muito difícil falar algo olhando a praia de Ipanema / Leblon, não dá pra competir! Aliás, praia como aquela, com a energia e o calor brutal do verão, não dá para competir mesmo.

Como conheci e me embrenhei na cultura carioca/fluminense estou ciente que não teremos a beleza das praias em nosso quintal, afinal estamos entre 700 e 900 mts do nível do mar mas, abaixo, seguem minhas 10 dicas para que o carioca tenha bons motivos para vir à capital paulista:

1 – Parque da Cantareira => Se os cariocas acham que possuem o maior parque de floresta urbana do mundo (Floresta da Tijuca), é por que não conhecem nosso parque da Cantareira localizado na Zona Norte de São Paulo. O lugar é tão grande que a floresta do Tio Juca fica pequena perto dela. Se você não acredita, olhe no mapa a diferença de tamanho entre as duas. O lugar é dividido em 4 núcleos (Pedra Grande, Águas Claras, Cabuçu e Engordador). Lá há trilhas e cachoeiras maravilhosas que nos faz esquecer que estamos em uma grande metrópole.

Serra Cantareira

2 – Pães => O carioca ama comer bem, mas é bem mais econômico que nós paulistanos. Então, aqui fica a dica de conhecer os pães que não só existem em padarias, mas em igrejas e restaurantes, afinal produzimos aproximadamente 10,4 milhões de pães por dia. Tenho certeza que o carioca irá se sentir no paraíso ao entrar em algumas de nossas padarias paulistas, além dos pães, tem de tudo um pouco.

2015-08-28 12.24.59

http://infinity.tur.br/pao-em-sao-paulo/

http://infinity.tur.br/saga-do-pao-pos-conceito/

3 – Pinacoteca do Estado => Cultura é um ponto forte nos cariocas. É impressionante como podem falar de tudo, pois mesmo quando não dominam o assunto conseguem desenvolver de uma forma que sempre acho que estou falando com um especialixxta :-). Por isso, aconselho que o carioca vá à Pinacoteca e embarque nos quadros e esculturas do local e conheçam um ambiente mais que acolhedor com seus tijolinhos que montam um castelo.

imgres

 

 4 – Museu da Imigração => O local era a hospedaria que abrigava os imigrantes recém-chegados do porto de Santos, que ali ficavam até seguirem para as lavouras e outras cidades. Atualmente tudo foi transformado em um museu, que é uma viagem no tempo. Ao vermos como chegavam nossos acendentes, cheios de histórias e sentimentos impressos nas cartas e nos sonhos, o lugar emociona. Outro ponto alto é quando você encontra o sobrenome da sua família escrita nas paredes, aí você sentirá emoção mesmo. 

2014-05-31 14.45.38

5 – Teatro Municipal de SãoPaulo => O daqui considero tão belo quanto o do Rio de Janeiro, por isso faça a visita, conheça a história e se puder vá a uma peça no Municipal, onde rola de tudo. Já ouvi samba, ópera, MPB e a preços populares entre R$ 10 e R$ 15.

DCF 1.0

6 – Sala São Paulo => Aqui até o carioca vai sentir uma ponta de orgulho de ser paulistano. Pense em uma casa de música erudita construída dentro de uma estação de trem. Até aí, isso é fácil de fazer, porém o impressionante mesmo é que a estação é uma das mais movimentadas da cidade, com seus trens a todo vapor, ou melhor, toda eletricidade. O trabalho genial de Neshling (que é carioca) ao capitanear o projeto desse lugar, faz com que a acústica seja mais que perfeita. Não acredita? Vai lá conferir, te pago um café se não gostar. 

Sala-São-Paulo-2-EsponjaCultural

7 – Edifício Martinelli => Visite gratuitamente o primeiro arranha céu da cidade e tenha uma vista 360 graus da nossa selva de pedra e depois me diga que não ficou impressionado.

F.02 Martinelli J.Villavisencio

8 – Pizza => É difícil falar de pizza, porquê ela é a nossa redonda mais saborosa no país. É, eu sei que agora tem muitas pizzarias excelentes no Rio, mas aqui não tem pra ninguém. Quer uma sugestão desse humilde guia de turismo? Vá à pizzaria Graminha na Vila Madalena. Eu tenho umas 30 pizzarias em minha lista, mas dado que essa é uma lista para cariocas, é um lugar muito aconchegante, por ser rústico devido ao seu piso de lajota e muita madeira.Vá de chinelo, bermuda e camiseta. Garanto que estará em casa, pois a cerveja vem trincando e a pizza é quadrada de até 3 sabores. Mas não se assuste com o garçom cortando a pizza com um facão que faz o lugar todo estremecer. Ah e não se esqueça que nossa pizza de calabresa não tem queijo hein, e dado que está em Roma coma como os romanos, nada de ketchup.

CIMG9309

9 – Vila Madalena => Bairro boêmo com muitos bares e restaurantes interessantes. Ô lugar em São Paulo pra ter morro inclinado como a Vila (bem, já que tu é carioca, isso não é problema).

imgres-1

10 – Escola de samba Vai-Vai => Localizada no Bixiga (nome popular da Bela Vista), sua quadra é na rua, isso mesmo. A escola é a maior campeã de títulos do carnaval paulistano: “Quem nunca viu o samba amanhecer vai no bixiga pra ver. Bixiga hoje é só arranha-céu e não se vê mais a luz da Lua, mas o Vai-Vai está firme no pedaço é tradição e o samba continua.”

vai-vai

Espero que esses motivos sejam mais que suficientes para visitarem minha cidade! E mais, se você gostou, pode me chamar que eu topo te levar nesses lugares.

Samir Reis

Por Samir Scout – 09/2015

 

Não poupei esforço nessa cruzada em busca do pão perfeito na capital paulista, fui a lugares nunca imaginados para provar o mais antigo dos alimentos, conheci pessoas incríveis e o sabor de cada pão nessa busca, me fez quebrar preconceitos.

 

2015-09-06 10.03.53

 

Aceitei a farinha integral e até os grãos que tanto abominava, me foram mostradospor um outro “sabor de vista”, ou “ponto de paladar” como queira. Descobri que a menor distancia entre o objetivo e o pão é a curiosidade e a cada mordida acredito estar mais perto de encontrar o que busco, tomando o devido cuidado para não aumentar de tamanho enquanto fermento nessa jornada.

 

Você sabia que na França para uma padaria ser chamada de Boulangerie a massa deve ser trabalhada, moldada e assada no local? Experimentei na Julice – Rua Deputado Lacerda Franco, 536 uma mini baguete de farinha integral quentinha, hummm foi então que tive a certeza que o atalho para o coração passa pelo paladar.

  

 

2015-08-29 08.53.51

 

 

Em plena Rua Wisard 138, conheça o pão de azeitonas pretas e o pão de 10 grãos, e sinta uma nova forma de saborear o pão nosso de cada dia.

 

2015-09-06 19.42.23

2015-09-06 10.03.28

 

Depois dessa fase da minha saga, percebi que estou me tornando uma pessoa melhor.

Todo o preconceito que tinha com a farinha integral e os grãos se transformaram em pós conceito, cujo conceito elevou algo que eu não tinha, o conhecimento de que o pão varia de forma e sabor, combinados são dignos de agradecimento.

 

Tal agradecimento me levará ao próximo lugar onde buscarei o pão, a casa do criador. Ouvi dizer que o criador tem várias formas e casas, então frequentarei todas elas e em cada religião se necessário vasculharei pelo pão perfeito.

 

 

Ouça nosso TourCast sobre o Pão https://justcast.herokuapp.com/shows/samir-reis-tourcast/audioposts

Fotos: Samir Scout 

Por Samir Scout – 08/2015

 

O pão nosso de cada paulistano pode ser saboreado em vários lugares e de várias formas. Buscar o sabor do pão perfeito virou a minha saga para que possa compartilhar com o Turista, aqui escrevo específicamente minha opinião sobre o pão e os locais onde poderá encontrá-lo, se aventurar e seguir meus passos é um risco seu.

 

Acreditei por muito tempo que o pão perfeito, era do tipo francês, onde apenas se encontra no Brasil. Gordinho, craquelado por fora, levemente salgado e de miolo macio, mas essa jornada me levou a saborear não “O pão”, mas variados tipos de pães na capital paulista.

 

Esse post é o 1/10 onde abordarei o assunto, para que sua leitura possa seguir a minha jornada, passo a passo.

 

A cidade conta com 3.200 padarias, produz 10,4 milhões de pãezinhos por dia, 7,2 mil por minuto *.

 

Criado pelos Hebreus, fermentado por Egípcios, gourmetizado pelos Franceses, cultuado pelos Espanhóis e no Brasil ligado a figura do Português, pasme, em São Paulo o bom pão não se encontra apenas em padaria.

 

Minha jornada começa em um restaurante do qual sou cliente há mais de 10 anos, culinária Árabe de primeira qualidade, poderá saborear o pão sírio fresco e quentinho no formato de um balão no Brasserie Victória. Acompanhe seu pão com azeite, coalhada seca ou puro e me agradeça depois.

 

2015-08-28 12.24.59

 

 

Dado que estará por ali, relativamente próximo há um Sr. Pão ou para os mais gringamente íntimos Mr. Baker, o lugar me lembra um PUB, jeito rústico, com tijolo, madeira, e atendimento muito simpático.

 

Como a intenção é encontrar o pão perfeito, pedi apenas um pão puro, é as pessoas se espantam, mas me deram o que eu realmente esperava, gordinho, craquelad……. bem o resto você já sabe. Se quiser experimentar Rua Pedroso Alvarenga, 655 – Itaim Bibi – São Paulo – SP.

 

2015-08-23 09.28.04

 

 

Bem, vou continuar a minha jornada, como escoteiro que sou tenho um norte chamado pão a perseguir, terei a ajuda de quem você nem acredita e me dará a esperança de encontrar o que busco.

 

 

Ouça nosso TourCast sobre o Pão https://justcast.herokuapp.com/shows/samir-reis-tourcast/audioposts

Brasserrie Victória: http://www.brasserievictoria.com.br/v3/historia.html

* Fonte: http://www.cidadedesaopaulo.com/sp/br/gastronomia/1974-padarias

Fotos: Samir Scout 

Por Samir Scout – 08/2015

O turismo em São Paulo aos olhos do próprio paulista soa como uma interrogação, o quê fazer na cidade?

 

Bem, não estou aqui pra escrever 10 coisas imperdíveis pra se visitar, ou 50 lugares que tenha de conhecer na capital paulista, mas compartilho um resumo de bons motivos para se praticar turismo aqui, sim aqui nessa selva de concreto. Se você veio de fora ou é morador veja e sinta particularidades únicas da terra da garoa.

 

Pode começar pelo começo, o Páteo do Colégio foi o ponta pé inicial para transformar o Planalto de Piratininga em Vila São Paulo de Piratininga, posteriormente quando fomos elevados a condição de cidade o Piratininga saiu do nome…mas o que é Piratininga?

 

Vá ao topo do Edifícil Altino Arantes, hein? não sabe de que prédio estou falando? Simples procure na Praça Antonio Prado em frente a casa do comendador Martinelli :-) pronto agora ficou simples de achar.

 

Observe o formigueiro humano na rua que homenageia a data da primeira constituição brasileira, para chegar basta descer a Ladeira da Constituição oras bolas, por ali pode comer no antigo depósito de armas em frente ao rio onde os hidroplanos pousavam.

 

Slide1

 

 

Se quiser um pão diferente e abençoado vá a padaria da Abadia de Nossa Senhora da Assunção, aproveite e admire a Lady de Kasperovo, veja seu manto com milhares de pérolas raras.

 

Conheça a sede do banco aberto por Irineu Evangelista de Souza, ao lado da “Rua dos Bancos”, e na cidade que cresceu com a força do café, construímos um teatro inspirado no Ópera de Paris, veja no belo teatro os quadros, O ouro do Reno e As Walquírias e entenda como uma ópera demorou 26 anos para ser escrita.

 

Saiba por quê temos tantas Cantinas e Sushi na cidade, e por quê tudo aqui é no superlativo, então entenderá o significado de NON DVCOR DVCO.

 

Caso queira mais motivos ouça o TourCast 001 https://justcast.herokuapp.com/shows/samir-reis-tourcast/audioposts

 

E se isso tudo te motivou venha ver por si. http://us11.campaign-archive2.com/?u=5cb495af72319610435eec0b2&id=265886f666&e=9ac3a74fd9

Por Samir Scout – 07/2015

Infelizmente não há vôo direto saindo de São Paulo para Cartagena, então a conexão obrigatória para quem sai de GRU é Bogotá. Mesmo no verão esteja preparado para desembarcar na cidade, ainda que por pouco tempo, leve consigo um agasalho, pois a Capital Colombiana está a 2,6mil metros do nível do mar o que deixa suas temperaturas facilmente abaixo dos 10 graus.

 

São quase 7h de vôo GRU/Bogotá e mais 1h de Bogotá para Cartagena – Recomendamos aos turistas que ao viajar para a região norte da América do Sul tomem a vacina contra febre amarela, 10 dias antes do embarque (não é obrigatório), não se esqueça de fazer seu seguro de saúde, caso não seja coberto pelo seu cartão de crédito ou seguro de saúde no Brasil. Tenha em mãos seu passaporte, mas não há necessidade de visto para Brasileiros.

 

A decisão de hospedagem fica em 3 alternativas. 

 

Centro Histórico => O centro histórico é murado e não terá acesso fácil a banho de mar, a vantagem é que terá acesso a toda sorte cultural e festeira da cidade, pois as casas de Salsa e muita música latina, podem ser encontradas próximo a torre do relógio, no centro morava o escritor Gabriel Garcia Marques, se não o leu está perdendo.

 

Boca Grande e Laguito => Aqui estará a 10 minutos de taxi do centro histórico, acesso a praias limpas, mas de mar escuro e não tão bonitas, mas de água bem agradável.

 

Um hotel parceiro da Infinity que recomendamos é o Dann Hotel que fica em Laguito.

 

 Ilhas => Fora de Cartagena há um arquipélago de 27 ilhas (Rosário) onde há várias opções de hospedagem, fica 1h de barco de Cartagena e é indicado para quem realmente quer se desligar e curtir o paraíso de águas azul turquesa, cristalinas como só o mar do Caribe por ofertar.

 

O Taxi do aeroporto tanto para o Centro como Boca Grande, fica (em 2015) em torno de 17/18mil pesos, aproximadamente R$ 26,00 sempre negocie com o Taxista antes da corrida, pois não há táximetro. Não compensa comprar os serviços de transfer no Brasil que são comercializados em torno de R$ 80,00.

 

Cambio =>  Recomendamos que troque um pouco de cambio algo como R$ 100 no Brasil e deixe o resto para trocar nas casas de cambio por lá, onde pode pegar ótimas taxas. Não troque no aeroporto da Colômbia, pois as taxas lá são muito ruins.

 

Passeios => Os passeios mais comuns de City Tour são feitos nas Chivas  (um pau de arara) caminhões adaptados com lugares, se prepare pois muitos vendedores o abordarão insistentemente. O passeio inicia as 14h00 e dura aproximadamente 4h, passando pelos principais bairros e atrativos como: Castillo de San Felipe e o Cerro de La Popa onde se pode ver todas a cidade de Cartagena.

 

Um City Tour que se pode fazer em bikes elétricas por 25mil pesos (aprox. R$ 39,00) onde faz o mesmo trajeto da Chivas, exceto Castelo e Cerro.

 

Islas del Rosario => Os passeios começam cedo (09h00) é possível comprar por 130mil pesos (aprox. R$ 200,00), onde um Micro bus o busca no hotel, você terá de pagar em cash o imposto de 13mil pesos, cada barco visita uma ilha diferente a mais comum é a Praia Branca, mas é uma praia bem mais movimentada por ser uma praia pública, por isso recomendamos a Isla del Sol, uma praia privada muito aconchegante e lá poderá escolher se fará Trilha, Snorkel, Aquário e outros. Caso decida ir ao Aquário o valor é de 25mil pesos, vale muito a pena. O passeio já inclui almoço e o retorno é as 15h00 chegando a Cartagena por volta das 16h00.

 

Curta as noites de Salsa e a boa cerveja colombiana,  a cidade traz uma enorme segurança e deixa pra traz a Imagem da antiga Colombia comandada pelos narcos. 

 

Ao sair saiba que: é comum os hotéis cobrarem o seguro (um seguro do hotel caso haja algum prejuízo causado pelo cliente) gira em torno de 12mil pesos por dia. No aeroporto terá de ter o seu carimbo de livre imposto, terá de ter esse carimbo em Cartagena e pode ser exigido em Bogotá, se não tiver pagará um valor de imposto.

 

Aproveite para degustar os pescados e o ótimo doce de leite colombiano. Tenha uma ótima viagem e viva o Realismo Mágico de Cartagena.

Por Samir Scout – 07/2015

 

Imagine uma cidade com 12mm de habitantes, agora imagine quanto deve consumir em frutas uma população desse tamanho, imaginou?

 

O Circuito das Frutas foi criado com o intuito de estimular o desenvolvimento regional para a permanência do homem no campo, por meio do Turismo Rural. Para os produtores, é uma oportunidade de diversificar sua fonte de renda e agregar valor aos seus produtos. E para quem visita é o momento de vivenciar novas experiências no meio rural.

 

As cidades que compõem esse circuito são Jundiaí, Louveira e Vinhedo, tendo de um lado, Atibaia, Jarinu, Itatiba e Morungaba e do outro, Itupeva e Indaiatuba. 

 

É um tipo diferente de turismo que coloca o participante em contato com o produtor, tudo isso recheado de muito conteúdo sobre a cultura produzida, é um programa que se pode aproveitar o ano todo, uma vez que a cada época terá uma cultura de frutas diferente, uma ótima oportunidade para levar a família.

 

Desbrave o interior paulista e aproveite as delícias desse roteiro. 

 

 

Slide1

 

 

Blog Gastronômico por Samir Scout – 06/2015

Essa é para os amantes do Garfo de Balcão, sim você que não está nem ai para o atendimento personalizado do garçom, que não liga para a etiqueta dos cotovelos sobre a mesa e principalmente para você que não tem a menor paciência para burocracia da mesa.

 

 

 

Vi muitas vezes a Folha de São Paulo (do qual sou assinante há anos), falar sobre o Restaurante ITA (R. do Boticário, 31, São Paulo – Centro), uma crítica sempre positiva ao seu balcão, pratos e sobremesas simples do PF (Prato Feito). Vi em sua parede várias menções da Veja e Folha, para atestarem sua soberania na culinária “balconesca”.

Legal, nenhum demérito do ITA que aliás tem um serviço muito atencioso, o que poucos paulistanos sabem é da existência de um senhor restaurante de Balcão, pasmem vocês fica dentro de um simpático supermercado de Bairro, não tem as estrelas Michelin, nenhuma menção de jornais e revistas de sucesso, em minha opinião é isso que o torna extraordinário, em sabor, custo e tradição.

A média de idade dos clientes é de, a olho nú 45 anos, sim isso mesmo, o que confirma minha teoria que um restaurante frequentado por pessoas nessa idade é impecável em qualidade. Ao meu lado estava uma senhora de 81 anos que me disse “Venho aqui há 30 anos”, orgulhosamente respondi “Eu também”.

Não espere o glamour das placas douradas dos jornais em sua parede, recomendo que vá em 3 pessoas e veja a comida sobrar, não se acanhe em pedir para embrulhar a sobra, para levá-la pra casa ou ajudar o próximo menos favorecido.

Vá e tire suas próprias conclusões. Rua Domingos de Morais, 1999 entre no supermercado e na lateral direita suba as escadas e pronto.

As vantagens desse em relação ao “Folhoso” e “Vejoso” ITA é um ambiente muito agradável para levar crianças e idosos, há um bom estacionamento gratuito, mas deixa a desejar frente ao seu concorrente de balcão em não ofertar refrigerantes KS que o coroariam como Imperador absoluto da gastronomia de Balcão.