Turismo de Aventura

truismo

Turismo de Aventura e Eco-Turismo compreendem os movimentos turísticos decorrentes da prática de atividades de aventura de caráter recreativo e não-competitivo.
São as atividades recreativas que envolvem desafio e riscos avaliados e que proporcionam sensações diversas e novidade.

Destacam-se atividades como:

- Arvorismo, ciclismo, trilhas, atividades equestres, atividades em cavernas, percursos fora de estrada.
– Bungee jump, cachoeirismo, canionismo, caminhadas, escaladas, montanhismo, rapel, tirolesa.
– Boia-cross, canoagem, mergulho, rafting.
– Asa delta, balonismo, parapente, paraquedas, ultraleve.

Arvorismo: Consiste em realizar percursos no meio das árvores( geralmente se passa nas alturas ), passando por diversos obstáculos e dificuldades, além de tirolesas. Há parques que fazem percursos de arvorismo para pessoas atravessarem, as vezes separados em níveis de dificuldades.

Trilhas: Consiste na realização de percurso a pé, em ambientes naturais com pouca infraestrutura, com diferentes graus de dificuldade. Pode durar desde uma hora até um dia inteiro, mas o praticante retorna ao seu local de origem para pernoitar.

Trilhas de longo curso: Realização de percurso a pé, em ambientes naturais com pouca infraestrutura, com diferentes graus de dificuldade. Na caminhada de longo curso o praticante pernoitará em locais ao longo da trilha, pois o trecho percorrido excede o limite de um dia de viagem. O pernoite pode acontecer em situações diversas, como acampamentos, pousadas, fazendas e bivaques, entre outros.

Rafting: É definido como “descida de rios com corredeiras em botes infláveis”. Nesta atividade, quem manda é o rio. Corredeiras, redemoinhos, ondas, pequenas cachoeiras: desbravar um curso d’água em um bote inflável é a grande graça do rafting. Os participantes, que formam grupos de quatro a doze pessoas (dependendo do tamanho do bote), são conduzidos por uma pessoa responsável pela orientação do grupo durante o percurso. Para descer o rio e transpor seus obstáculos, é preciso pôr em prática o espírito de equipe e entender que ritmo, união, senso de liderança, percepção sensorial e até solidariedade contam muito para que o bote avance.

Paraquedismo: É praticado por desportistas (paraquedistas) que saltam de aeronaves, ou lugares fixos (BASE jumping), fazendo uso de um pára-quedas (invólucro contendo uma vela dobrada desenhada a desdobrar-se aumentando sua superfície de contato com o ar) para diminuir sua velocidade de queda, sendo possível realizar saltos de grandes altitudes sem sofrer danos corporais.

A Infinity leva turistas que estão em São Paulo para a Prática dessa modalidade de turismo, todos em parceria com operadores locais especialistas e devidamente registrados.

Confira em nosso calendário de programação.

Formulário de Contato